Lend Me Your Soul

E se de repente eu renascer das trevas
com a ascensão da nova era
olhar de quem espera
de longe esmera

E se de repente eu perder os sentidos
como na queda dos feridos
olhar de quem foi reprimido
de perto constrangido

E se de repente eu enlouquecer
e de tudo esquecer
antes de perecer
sobre o profundo vão do ser

E se de repente
eu acordar contente
me sentindo diferente
olhando para frente
para o sol poente
fugindo da corrente
confuso e sorridente
talvez um pouco mais
sapiente.

Von Seele
O soar das gotas caindo ao chão
me fazem lembrar do solene vão
que molda os seres da forma que são
torna-os medíocres a medida que estão
mais próximos a morte ou da escuridão
da falta de certeza e da pouca ação
surgem as duvidas e a comparação
amante odiado a exposição.
Von Seele

Falar sobre a vida
não faz dela mais bonita
ou mais sofrida

Falar sobre a vida
não enche barriga
não sacia a sede sentida

Falar sobre a vida
é falar sobre lembranças
talvez com esperança
dos tempos de criança

Falar sobre a vida
é falar em exagero
mesmo que passageiro
praticar a falta de desapego

Von Seele
Considerando o infinito plausível
apesar de, única hipótese possível
o universo de forma irreversível
sem começo nem fim indescritível
compreensão quase impossível
mesmo que sensível
nos foge invisível
pouco perceptível
indiscutível.
Von Seele

Poder
que sobressai as entranhas
que das mais belas façanhas
se desvai entre as nuncias
dos desejas e das ânsias.

Conhecer
aos poucos a finitude
frustrada e persistente atitude
áspero senhor que desilude
tempo chamado aquele que confunde

Solitude
Percebe-se em desespero
necessária dor do desapego
se faz alheio ao próprio espelho
nega a si mesmo como semelho

Von Seele

Ao longo do tempo percebe-se que a mudança inerente ao ser passa a ter um valor mutuo com o ambiente no qual o encontra-se inserido

Apesar de todos dizerem o contrario
que talvez aprenda-se ao ler o diário
a muito já esquecido dentro do armário
velho e empoeirado mas se faz necessário

não constante tão pouco abundante
porem gasto de forma incessante
do verso mais belo nem tão importante
reflete uma vida, um ser de ante

do espelho atual com outra moral
que julga a si mesmo com outro astral
que prega a outrem o juízo total
tentando o bem acaba-se mal.

Von Seele

Preciso apenas um pouco de silencio, desta forma as ideias surgem com mais clareza do que de costume, com certeza com mais foco e nitidez

envolto a uma maligna aura
estava eu sem a minima calma
para expressar o que sente minha alma
árdua tarefa que se faz ante a falta

de entendimento ou ate mesmo de sentimento
daqueles que nada sabem sobre sofrimento
astutos em esconder de seu próprio conhecimento
deveras insensibilidade aflige o pensamento

Von Seele

Seria muito bom se apenas com um belo discurso conciso e simples, pudesse fazer com que as pessoas passassem a compreender o significado empregado a palavra respeito.

Nobre de ideal antagônico
aqui quem vos fala de seu patrimônio
sabes apenas por pseudônimo
tocado de ante se faz anonimo

reconheço tuas falhas em teu olhar
não suportas o obvio evita falar
sabes que pode e vai desgraçar
perplexo instante falta de ar

julgas afoito e sem precisão
temes que pode tornar conclusão
falta-te caráter abusa pressão
conheces a prole anseias prisão

Von Seele
Preceitos em demasia, não passam de heresia, o tolo então pensava que sabia, desfrutava de demagogia, da falta de bom senso usufruía, de todos absorvia, inclusive da vital energia, e mesmo assim não compreendia, raros são os momentos ao dia, descanso se faz necessário a maioria.
Von Seele

“Seria inútil devanear sobre aspectos imutáveis e\ou óbvios
se fosse este o caso, não haveria sentido nenhum o próprio pensar
apos esta breve explicação prossigo então.


Desfruta-te do auto-sofrimento
dele tira o que à por dentro
do ego sempre em movimento
da vida o pior momento
alegra-te pelo sentimento
que o mantem em pesamento
dos males o desenvolvimento
circunda a todos o pressentimento
assustadoramente corroendo
pelas vísceras do conhecimento”

Von Seele